Home Clínica Tratamentos Depoimentos Sustentabilidade Publicações Contato
Tratamentos - Dúvidas



Perguntas mais comuns

Com qual idade se deve iniciar um tratamento ortodôntico?
Isso pode variar muito e está relacionado com o tipo da condição. É aconselhável levar a criança a um ortodontista em torno dos 7 anos de idade. Quase sempre, nessa faixa etária, é possível detectar alterações que podem exigir uma orientação profissional ou até um tratamento ortodôntico preventivo.

Quanto tempo demora um tratamento ortodôntico?
O tempo que um tratamento demanda depende muito da complexidade da má oclusão do paciente. Pode variar de poucos meses até três anos.

Adultos e idosos podem colocar aparelho?
Sim e muitas vezes essas pessoas se beneficiam muito do tratamento, melhorando não apenas a estética, mas também a saúde dentária e dos tecidos de suporte do dente.

Pessoas com problemas periodontais (da gengiva) podem ser tratadas ortodonticamente?
Sim e há razões para isso. A doença periodontal, frequentemente, acarreta no desenvolvimento de uma condição chamada Movimentação Dentária Patológica. Ela se caracteriza por importante desalinhamento dos dentes, em especial os anteriores, acompanhado pela abertura de espaços diversos. Desde que o paciente se mantenha em controle periodontal regular, ele pode – e deve – se submeter a tratamento ortodôntico. O tratamento irá dar condições de saúde aos tecidos de suporte restantes, beneficiando a saúde bucal da pessoa.

Durante o tratamento, há restrições alimentares?
Durante o tratamento é necessário tomar certos cuidados, entre eles estão os cuidados com a alimentação. Alguns alimentos podem provocar a quebra do aparelho e, como consequência, há um aumento do tempo de tratamento. Abaixo, temos alguns exemplos:

  • Alimentos duros proibidos: balas duras, pipoca, nozes e castanhas, gelo e cana-de-açúcar.
  • Alimentos pegajosos proibidos: chicletes, balas e caramelos.
  • Frutas e vegetais como maçãs e cenouras devem ser cortados em pequenos pedaços ou cozidos.
  • Evite o hábito de morder objetos duros como canetas, lápis e unha.


  • Outros alimentos também devem ser evitados por propiciarem o desenvolvimento de lesões cariosas, como refrigerantes com açúcar, principalmente os à base de cola, e sucos muito açucarados.


    O aparelho fixo pode incomodar?
    A adaptação ao aparelho ortodôntico fixo ocorre naturalmente. O uso da cera branca, fornecida pelo seu ortodontista, é bastante útil na fase de adaptação ao tratamento ortodôntico ou quando ocorrer alguma quebra indesejada do aparelho. Uma pequena porção da cera deve ser colocada sobre a área do aparelho que estiver incomodando.

    Arco quebrado ou amassado e quebra de bráquete ou banda podem levar os dentes a posições indesejadas e devem ser corrigidos tão logo quanto possível. Caso ocorra, o ideal é marcar um horário e levar o acessório que se soltou do aparelho. Evita-se esses tipos de intercorrências tendo cuidado com a alimentação.

    O aparelho extrabucal ("freio de burro") é sempre necessário?
    O aparelho extrabucal é indicado para casos em que seja necessária a distalização dos molares superiores ou o controle do crescimento maxilar. Não é necessário em todos os casos, mas quando indicado o seu uso deverá ser contínuo para que possamos atingir os objetivos e o tempo previsto para o tratamento.

    Deve ser usado por no mínimo 12 horas por dia, de preferência à noite. Se preferir o uso diurno, retire apenas para comer, escovar os dentes e praticar esportes. A interrupção do uso desse aparelho compromete os resultados do tratamento.





    Higienização

    O tratamento ortodôntico demanda cuidados especiais com a higiene bucal e, assim, indica-se acompanhamento periódico por um periodontista. Deve-se escovar os dentes três vezes ao dia, com uma escova macia e de cabeça pequena. A escovação deve ser complementada com a escova interdental removendo placa em locais onde a escova convencional não alcança. Também é fundamental usar fio dental e limpador de língua uma vez ao dia. À noite, é recomendável fazer um bochecho diário com solução de fluoreto de sódio a 0,05% após a escovação.

    Atenção para o acúmulo de placa dental durante o tratamento, pois favorece o aparecimento de manchas brancas que evidenciam lesões iniciais de cárie.



    Sugestões

  • creme dental e enxaguatórios – devem conter flúor (NaF)
  • escova dental – comum, ortodôntica ou elétrica; sempre macia
  • fio dental – super floss ou qualquer outro usado com o passa fio
  • Leve sempre sua escova dental e seus aparelhos removíveis a todas as consultas.


    SCN Brasília Shopping & Towers, Sala 408, Brasília - DF - Brasil - CEP 70715-900 - Fone +55 (61) 3328 - 1798/3328 - 6720 - sac@clinicafaber.com.br R.T. Jorge Faber - CRO/DF - 2782